Caso Mondego: quais os crimes em causa? O que pode acontecer aos militares?

16 mar 2023, 14:18

Antigo subdiretor da PJ Militar, coronel Gil Prata, aborda os “atos muito graves” que estão em causa no caso do navio NPR Mondego, uma vez que a “desobediência” dos militares “pôs em causa o cumprimento da missão”, além de terem revelado “matéria classificada".

Além do crime de insubordinação por desobediência, com uma moldura penal de 1 a 4 anos de prisão, o coronel acredita que este pode ser “agravado” por ter sido um “ato coletivo”.

O especialista avisa ainda que podem estar em causa os crimes de abandono de posto e de atos de cobardia.
 

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados