Caso dos Comandos: “Três anos de pena suspensa não é uma pena leve”

10 jan, 16:02

No âmbito do caso da morte dos recrutas Dylan da Silva e Hugo Abreu, em 2016, o advogado do instrutor dos Comandos, Ricardo Rodrigues, que esta segunda-feira foi condenado a três anos de prisão com pena suspensa, afirma que irá recorrer da pena e sublinha que o Ministério Público foi “incompetente”.

País

Mais País

Patrocinados