Bolsonaro contra aborto de menina de 11 anos vítima de violação: "É inadmissível falar em tirar a vida"

24 jun, 15:05

Jair Bolsonaro considera inadmissível o aborto feito por uma criança de 11 anos, vítima de violação.

O presidente brasileiro recorreu ao Twitter para exprimir indignação com a decisão do Ministério Público, que permitiu a interrupção da gravidez após controvérsia judicial. 

"Um bebê de SETE MESES de gestação, não se discute a forma que ele foi gerado, se está amparada ou não pela lei. É inadmissível falar em tirar a vida desse ser indefeso", escreveu na rede social, reconhecendo tratar-se de um "caso sensível". 

Ainda assim, continuou Bolsonaro, o "aborto só agrava ainda mais esta tragédia! Sempre existirão outros caminhos".

O líder brasileiro sugeriu ainda que a menina de 11 anos e o feto terão sido vítimas do "assédio maligno de grupos pró-aborto".

Brasil

Mais Brasil

Patrocinados