Baterias desativadas remotamente: PJ investiga alergada burla com dezenas de carros elétricos

Jornalista
17 jan, 22:16

A Polícia Judiciária está investigar o que se passa com mais de 80 carros elétricos que estão parados porque as baterias foram desativadas remotamente.

São de veículos usados importados e vendidos por uma empresa de Vila do Conde. Os compradores estão convencidos de que as baterias estão incluídas, mas depois é-lhes exigido um aluguer de bateria pela marca.

Dinheiro

Mais Dinheiro

Mais Vistos

Patrocinados