“A pilotagem mais perigosa que existe”. Diretor do Aeródromo de Viseu diz que desastre em Foz Côa foi “um grande azar”

16 jul, 19:43

Paulo Soares, diretor do Aeródromo de Viseu, considera que “é preciso dar tempo ao tempo” e deixar a investigação trabalhar no caso do avião de combate a incêndios que se despenhou em Foz Côa e provocou a morte do piloto.

País

Mais País

Patrocinados