400 médicos do Norte a caminho de Lisboa

17 out, 10:54

Joana Bordalo e Sá, presidente da Federação Nacional dos Médicos Fnam, sublinha que os médicos estão unidos para entregar as escusas para não fazer mais trabalho extraordinário (para além das 150 horas).

País

Mais País

Patrocinados