20 mil euros em sua casa, 10 mil na casa da mãe e 67 mil na conta bancária. Os números que levaram à renúncia de Pedro Calado

27 jan, 21:24

Ainda não tinha sido ouvido pelas autoridades judiciais no âmbito do escândalo de corrupção que abalou a Madeira, quando decidiu renunciar ao cargo de presidente da Câmara Municipal do Funchal. Pedro Calado é um dos nomes envolvidos na operação judicial que já fez cair o presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque.

Na casa do agora ex-autarca, a Polícia Judiciária terá encontrado 20 mil euros em dinheiro e em casa da mãe, 10 mil. As autoridades acreditam que a mãe do autarca receberia quantias em dinheiro que depois transferiria para contas do filho. A Investigação procura ainda explicação para a origem de 67 mil euros em depósitos em numerário feitos na conta do presidente da Câmara Municipal do Funchal. 

País

Mais País

Patrocinados