Homem dispara acidentalmente contra si próprio depois de sonhar com um intruso em casa

19 jun 2023, 13:48
Assaltante (créditos:  (ilustração de GraphicaArtis/Getty Images)

ESTADOS UNIDOS Agora o homem de 62 anos é acusado de um crime

Um homem do Illinois, EUA, disparou sobre si próprio depois de confundir um sonho com a realidade. O homem, identificado como Mark Dicara, de Lake Barrington, disparou a arma porque achava que tinha um intruso em casa. Entretanto apercebeu-se de que todo o episódio resultou da sua imaginação e viu que estava ferido.

O incidente ocorreu a 10 de abril, cerca das 21:50, de acordo com o governo de Lake County. Mark Dicara, que possui um revólver Magnum .357, acordou de um sonho em que pensava que a sua casa estava a ser assaltada. Convencido da presença de um intruso, pegou na pistola e disparou, numa tentativa de se defender a si próprio e à sua propriedade.

Ao disparar a arma de fogo, a bala atingiu a sua própria perna, provocando um ferimento grave. As autoridades do Gabinete do Xerife do Condado de Lake foram alertadas para o incidente e responderam prontamente. Quando chegaram ao local, descobriram que Mark Dicara estava a perder uma quantidade substancial de sangue. Aplicaram um torniquete para controlar a hemorragia antes de o levarem para o hospital para receber tratamento adicional.

Após a investigação, tornou-se evidente que não tinha havido qualquer tentativa de assalto à residência de Mark Dicara. Não havia provas da presença de um intruso, confirmando-se que todo o cenário tinha tido origem no sonho. "Já investigámos tiroteios acidentais ou por negligência, no entanto este é o primeiro de que nos lembramos em que alguém disparou uma arma por causa de um sonho que estava a ter", disse o subchefe do Condado de Lake, Christopher Covelli.

Os problemas de Mark Dicara não se limitam à ferida de bala autoinfligida. As autoridades descobriram que o seu cartão de identificação de proprietário de arma de fogo (FOID) tinha sido revogado e que ele não possuía um cartão válido na altura do incidente. Como resultado, Mark Dicara enfrenta agora acusações de posse de uma arma de fogo sem um cartão FOID válido e de disparo imprudente de uma arma de fogo. Foi detido na segunda-feira, 19 de junho, pelo Gabinete do Xerife do Condado de Lake.

Dicara foi libertado sob fiança após pagar uma caução de $150.000 (cerca de 137.000€). Está prevista a sua comparência em tribunal a 29 de junho. 

De acordo com o seu perfil no LinkedIn, Mark Dicara é um advogado semi-reformado com licença para exercer advocacia no Illinois e no Wisconsin. Ainda não se sabe se contratou um advogado para o caso.

Relacionados

E.U.A.

Mais E.U.A.

Mais Lidas

Patrocinados