Portugal
34'
0 - 0
Chéquia

IL quer acabar com “obrigação inútil” de colocar selo do seguro no vidro dos veículos

Agência Lusa , BC
10 mar 2023, 07:54
Fadiga ao volante (Foto: Courtney Corlew/ Unsplash)

IL diz que vinheta do seguro no vidro "não acrescenta nenhum valor"

A IL apresenta hoje um projeto de lei para acabar com a “obrigação inútil” de colocar no vidro dos veículos o selo do seguro automóvel, considerando não fazer sentido pagar uma multa pela ausência deste dístico afixado.

Em declarações à agência Lusa, o deputado da IL Carlos Guimarães Pinto explicou o objetivo deste diploma que deu entrada no parlamento e que, segundo o liberal, tem como objetivo “simplesmente retirar mais uma obrigação inútil que existe” na lei.

“Neste momento existe uma obrigação que é acessória à obrigação de ter o seguro automóvel, que nós não colocamos em causa, que é de colocar a vinheta do seguro automóvel no para-brisas. Se uma pessoa for parada numa operação Stop e tiver seguro do carro e forma de provar que o tem, mas não tiver a vinheta no para-brisas paga uma multa”, explicou.

Para os liberais, isto “faz pouco sentido porque o importante é que a pessoa tenha o seguro no carro” e, podendo comprovar que o tem, “não faz sentido pagar uma multa só porque a vinheta não está no para-brisas”.

“Isso não acrescenta nenhum valor, não dá nenhuma segurança aos outros automobilistas, é simplesmente uma obrigação inútil que causa, para algumas pessoas, algumas multas porque se esqueceram ou porque não puseram a vinheta nova quando veio o novo seguro automóvel”, criticou.

Questionado sobre a expectativa que este projeto de lei venha a ser aprovado no parlamento, Carlos Guimarães Pinto disse querer acreditar que “nenhum partido terá a coragem de rejeitar que isto seja eliminado da legislação”.

“Mas como já tivemos experiências no passado em que, legislações também inúteis, foram mantidas sem percebermos muito bem a razão porquê, não quero estar demasiado otimista, mas a racionalidade diria que isto deveria ser algo consensual”, ressalvou.

Segundo o deputado da IL, o partido vai juntar este projeto de lei a um novo pacote com medidas de descomplicação que prevê agendar para maio.

No caso concreto do projeto de lei que hoje é entregue, o objetivo dos liberais é revogar o número dois do artigo sobre garantia da responsabilidade civil e da situação registal do veiculo relativo ao regime do sistema de seguro obrigatório de responsabilidade civil automóvel.

Segundo a redação atual, este número que a IL pretende revogar estabelece que “constitui contraordenação, punida com coima de (euro) 250 a (euro) 1250, a circulação do veículo sem o dístico previsto no artigo 30.º, sendo aqueles montantes reduzidos para metade caso no ato de fiscalização seja todavia feita prova da existência do correspondente seguro obrigatório de responsabilidade civil automóvel”.

Partidos

Mais Partidos

Patrocinados