Em atualização

GUERRA AO MINUTO | General russo preso por suspeitas de "fraude em larga escala", meses depois de ter criticado o Ministério da Defesa

Todas as informações mais recentes sobre o conflito na Ucrânia, que começou a 24 de fevereiro de 2022
2024-05-21

O que está a acontecer

2024-02-16
08:50

Rússia ultrapassa as 400 mil baixas desde o início da invasão da Ucrânia

De acordo com o relatório diário da Defesa ucraniana, as últimas 24 horas, a armada moscovita voltou perdeu mais 1.210 operacionais.

A Rússia ultrapassou assim a barreira das 400 mil baixas na Ucrânia, desde o início da “operação militar especial” de Vladimir Putin.

No total, o Kremlin já perdeu 400.300 combatentes.

Siga ao minuto:

2024-05-21
17:54

UE admite que adesão da Moldova irrita Rússia mas rejeita interferências

O alto-representante da União Europeia (UE) para os Negócios Estrangeiros reconheceu hoje que a Rússia está insatisfeita com a adesão da Moldova ao bloco comunitário, mas rejeitou que Moscovo consiga travá-la.

"Permitam-me realçar a importância do nosso apoio [à Moldova] através do Mecanismo Europeu da Paz. Apoiámos e vamos continuar a fazê-lo", disse Josep Borrell, em conferência de imprensa, em Bruxelas, sobre a abertura das negociações com Chisinau para aderir ao bloco político-económico. 

Borrell reconheceu que "certamente a Rússia não vai ficar contente" com a adesão, no futuro, da Moldova à UE.

"Mas isto não é um assunto da Rússia. É um assunto da Moldova. A sua população e autoridades são os que nos interessam aqui", completou o chefe da diplomacia europeia.

Josep Borrell encorajou o primeiro-ministro moldavo, Dorin Recean, a "prosseguir o caminho" que foi encetado nos últimos anos e que concedeu não só um rápido estatuto de candidato à Moldova, como a recomendação por parte da Comissão Europeia, em dezembro de 2023, da abertura de negociações formais.

2024-05-21
17:53

Polónia denuncia que Rússia tenta fazer entrar milhares de migrantes

O primeiro-ministro polaco, Donald Tusk, disse hoje que foram localizados na Bielorrússia "vários grupos organizados de imigrantes, milhares de pessoas" que podem ter sido "recrutados e transportados" pela Rússia para tentar desestabilizar a fronteira polaca.

Durante uma conferência de imprensa em Varsóvia, Tusk afirmou que esta informação foi obtida nos últimos dias "graças à cooperação dos aliados" e baseia-se em dados obtidos apenas na segunda-feira.

Tusk adiantou que existem atualmente na Rússia "vários locais onde se concentram milhares de migrantes".

"E estamos a falar de milhares de pessoas (...) que foram recrutadas, transportadas e organizadas por Moscovo. Não temos dúvidas, temos provas recolhidas pelas nossas agências de aplicação da lei", acrescentou.

Segundo o primeiro-ministro polaco, "trata-se principalmente de pessoas da Somália, da Eritreia, do Iémen e da Etiópia, que chegam por via aérea a Moscovo através de um país árabe, de onde seguem para a Bielorrússia" e tentam depois passar ilegalmente para a Polónia.

Tusk advertiu que isto representaria uma mudança na situação de "guerra híbrida" denunciada por Varsóvia, uma vez que "antes, os grupos de migrantes ilegais que chegavam da Bielorrússia eram organizados por Minsk", mas, "agora é Moscovo que o faz diretamente".

Além disso, Tusk afirmou que "mais de 90% das pessoas que atravessam a fronteira ilegalmente [para entrar na Polónia] têm um visto russo", o que, indicou, confirma que "a pressão migratória na fronteira oriental da Polónia não é espontânea", mas sim planeada.

2024-05-21
16:32

Ucrânia utiliza armas ocidentais para afundar o último navio russo capaz de disparar mísseis cruzeiro

O facto de a Ucrânia ter sido capaz de atingir um alvo com mísseis a uma distância de mais de 240 quilómetros parece comprovar a informação de que as forças de Kiev utilizaram os mísseis de longo alcance recém fornecidos por Washington
Leia mais aqui
2024-05-21
16:31

Rússia iniciou os exercícios com armas nucleares táticas

O exército russo anunciou que iniciou, perto da Ucrânia, os exercícios militares com armas nucleares táticas, ordenados no início de maio pelo presidente Vladimir Putin, explicando que estes são uma resposta às "ameaças" ocidentais.

"De acordo com as instruções do comandante das Forças Armadas da Federação Russa, a primeira etapa do exercício com testes práticos de preparação e uso de armas nucleares táticas começou no distrito Militar do Sul sob a liderança do Estado-Maior General das Forças Armadas”, informou o Ministério da Defesa russo, citado pela AFP.

2024-05-21
15:48

Kremlin anuncia que vai armar os mísseis Kinzhal com “ogivas especiais” durante exercícios militares

O ministério da Defesa da Rússia anunciou que os mísseis Kinzhal vão ser armados com “ogivas especiais” durante os próximos exercícios militares, noticia a Reuters.

2024-05-21
15:39

Zelensky recebe ministra dos Negócios Estrangeiros alemã em Kiev e volta a pedir equipamentos de defesa antiaérea

O presidente da Ucrânia recebeu, esta terça-feira, a ministra dos Negócios Estrangeiros da Alemanha no Palácio Presidencial, me Kiev.

Numa publicação no X, Zelensky explica que o diálogo esteve centrado na “situação na linha da frente e nas principais necessidades de defesa da Ucrânia”.

“Discutimos a iniciativa conjunta dos ministros dos Negócios Estrangeiros e da Defesa alemães para encontrar mais Patriot e outros sistemas de defesa aérea para a Ucrânia”, pode ler-se.

Por fim, Zelensky agradece à Alemanha a ajuda na “defesa da independência da Ucrânia, do modo de vida europa e do povo ucraniano do terror russo”.

2024-05-21
15:21

Ucrânia garante ter atingido navio militar russo na Crimeia

O exército ucraniano garante que atingiu um navio militar russo na península da Crimeia.

De acordo com as Forças Armadas ucranianas, o navio Tsiklon, que é um navio de transporte de mísseis, estava no porto de Sevastopol.

As autoridades ucranianas acrescentaram que o caso aconteceu no dia 19 de maio.

2024-05-21
14:01

General russo preso por suspeitas de "fraude em larga escala", meses depois de ter criticado Ministério da Defesa russo

O major-general russo Ivan Popov, antigo comandante do 58.º Exército russo, foi detido esta terça-feira por suspeitas de "fraude em larga escala", avança a agência estatal russa TASS.
 
O líder militar russo, que atuou como comandante de uma unidade de paraquedistas, participou na invasão da Ucrânia, particularmente na região de Zaporizhzhia, mas acabou por ser afastado em 2023, depois de ter acusado o Ministério da Defesa russo de trair os militares, ao não fornecer o apoio necessário.

2024-05-21
13:15

Volodymyr Zelensky convida presidente de Angola para Cimeira da Paz na Suíça

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, convidou esta terça-feira o presidente angolano, João Lourenço, para participar na Cimeira da Paz na Suíça.

Numa publicação na plataforma Telegram, Zelensky revelou que agradeceu a João Lourenço o apoio à "soberania e integridade territorial" ucraniana e convidou o líder angolano a estar presente na cimeira que vai acontecer em junho, na Suíça.

"É importante para nós que as vozes de Angola e de outros países africanos sejam ouvidas na Cimeira, especialmente no que diz respeito a um tema como a segurança alimentar global", disse o presidente ucraniano.

2024-05-21
12:54

Ministra dos Negócios Estrangeiros alemã faz visita surpresa a Kiev e insiste que a Ucrânia precisa de mais defesa antiaéreas

A ministra dos Negócios Estrangeiros alemã, Annalena Baerbock, afirmou esta terça-feira que é urgente reforçar as defesas antiaéreas ucranianas, durante uma visita surpresa a Kiev. 

Os comentários da líder da diplomacia alemã acontecem numa altura em que a Rússia está a reforçar os ataques, naquilo que os especialistas acreditam ser a preparação para uma nova ofensiva que vai acontecer durante o verão deste ano. 

A visita acontece depois de a Rússia ter lançado uma intensa campanha de bombardeamento na região de Kharkiv, com o lançamento de dezenas de drones.“A situação na Ucrânia piorou dramaticamente devido aos ataques aéreos massivos da Rússia contra infraestruturas civis e com a ofensiva brutal em Kharkiv”, afirmou Baerbock.

 

2024-05-21
12:36

Europa aprova plano para dar à Ucrânia lucros dos ativos russos congelados

A União Europeia (UE) aprovou esta terça-feira o plano para entregar os lucros gerados pelos ativos congelados do Banco Central russo, um valor que pode chegar aos três mil milhões de euros só este ano.

De acordo com uma publicação nas redes sociais da missão permanente da República Checa na UE, cerca de 90% destes fundos serão destinados a fins militares, para apoiar o esforço de guerra ucraniano. Os restantes 10% serão utilizados na reconstrução do país.

"Nós aprovámos na União Europeia a utilização de lucros dos ativos do Banco Central russo congelados para ajudar a Ucrânia", escreveu Jan Lipavský no X, antigo Twitter.

2024-05-21
12:03

Após novos pedidos de Zelensky, Alemanha reafirma: "Estabelecer uma no-fly zone na Ucrânia seria participar na guerra"

O ministro da Defesa da Alemanha, Boris Pistorius, reafirmou que Berlim não está a ponderar qualquer no-fly zone na Ucrânia, em respostas aos recentes pedidos de Volodymyr Zelensky.

“Estabelecer uma no-fly zone sobre a Ucrânia ocidental seria o mesmo que participar numa guerra, razão pela qual não a estamos a considerar”, disse Pistorius, citado pela Reuters.

Boris Pistorius disse ainda que Berlim tem já, sob contrato, um volume de apoio à Ucrânia só este ano de sete mil milhões de euros, alertando: "Se queremos fazer mais, precisamos de mais dinheiro".

2024-05-21
10:59

Cientista russo essencial para o desenvolvimento de mísseis hipersónicos condenado a 14 anos de prisão por traição

O físico russo Anatoly Maslov foi condenado, esta terça-feira, por traição com uma pena até 14 anos de prisão numa colónia prisional, noticia a Reuters.

Maslov tem 77 anos e é o último de uma série de cientista que foram acusados de traição nos últimos anos.

Anatoly Maslov realizou um conjunto de trabalhos teóricos em áreas altamente relevantes para o desenvolvimento de mísseis hipersónicos. Este armamento de última geração é capaz de transportar cargas úteis a uma velocidade 10 vezes superior à velocidade do som e através de vários sistemas de defesa antiaérea.

Maslov foi condenado por um tribunal de São Petersburgo, num julgamento fechado aos meios de comunicação. Anatoly declarou-se inocente.

2024-05-21
10:51

Morte de Ebrahim Raisi: “As sanções dos EUA pioraram a segurança aérea”, diz Sergey Lavrov

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Sergey Lavrov, disse que as “sanções dos Estados Unidos pioraram a segurança aérea”, quando comentava a morte do presidente do Irão, Ebrahim Raisi, noticia a Reuters.

2024-05-21
10:30

Mandados de captura contra Netanyahu? “É curioso que agora os EUA pareçam estar a preparar sanções contra o TPI”, diz Kremlin

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, considera que “é no mínimo curioso que agora os Estados Unidos estar a preparar sanções contra o Tribunal Penal Internacional”, lembrando que a Rússia não tem estatuto de membro deste organismo jurídico e, como tal, “não reconhece a jurisdição deste tribunal”, avança a Reuters.

Na segunda-feira, o procurador do Tribunal Penal Internacional pediu que fossem emitidos mandados de captura internacionais contra o primeiro-ministro e ministro da Defesa de Israel.

2024-05-21
10:22

Moscovo denuncia ataque ucraniano com ATACMS e drones norte-americanos

De acordo com a agência de notícias russa TASS, a Ucrânia atacou a região de Sverdovsk, controlada pela Rússia, com mísseis ATACMS e drones de fabrico norte-americano. Pelo menos oito pessoas ficaram feridas.

2024-05-21
10:18

Pedidos de Zelensky ao Ocidente mostram a “posição extremamente desfavorável” da Ucrânia, diz Kremlin

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, comentou sobre os sucessivos pedidos de maior envolvimento feitos por Volodymyr Zelensky ao Ocidente, nos últimos dias: “Devem-se à posição extremamente desfavorável em que estão as forças ucranianas”.

“Ele [Zelensky] tem feito várias declarações nos últimos dias”, apontou Peskov, citado pela Reuters.

Dmitry Peskov garante, no entanto, que está a “crescer em Kiev a perceção de que a ajuda militar ocidental não vai mudar as dinâmicas na linha da frente”.

2024-05-21
08:59

Defesa ucraniana atualiza número de baixas russas

De acordo com a Defesa ucraniana, mais 1.380 operacionais morreram nas últimas 24 horas. Moscovo perdeu ainda 15 tanques e 34 veículos blindados.

2024-05-21
08:36

Ataque ucraniano provoca pelo menos um morto em Belgorod

Pelo menos uma pessoa morreu e três ficaram feridas na sequência de ataque com drone realizado pelas tropas de Kiev, avança a Reuters.

O alvo ucraniano foi a vila de Oktyabrsky, na região de Belgorod, Rússia.

2024-05-21
06:32

Conselho de Segurança da ONU rejeita proposta russa para proibir armas no espaço

O Conselho de Segurança da ONU rejeitou uma resolução da Rússia para proibir a colocação de armas no espaço, com Washington a acusar Moscovo de ter lançado na semana passada um satélite com capacidade bélica.

A votação realizada na segunda-feira terminou com um empate a sete votos, numa divisão entre os aliados dos Estados Unidos, que votaram contra, e os apoiantes da Rússia, que votaram a favor, sendo que a Suíça se absteve.

A resolução foi assim rejeitada, uma vez que não obteve os nove votos necessários, tal como tinha acontecido a uma proposta semelhante, apresentada por Washington e Tóquio no mês passado, que pretendia banir armas de destruição em massa no espaço.

“O ponto culminante da campanha russa de desinformação e dissimulação diplomática é o texto que temos diante de nós”, disse o vice-embaixador dos EUA junto das Nações Unidas, Robert Wood.

Os Estados Unidos acusaram a Rússia de quererem colocar armas no espaço e disseram que, de acordo com informações confidenciais, Moscovo lançou na semana passada um satélite com capacidade bélica.