Troca de prisioneiros entre Rússia e Ucrânia "é uma parte muito pequena da quantidade de ucranianos que estão nas mãos dos russos"

22 set, 08:38

A Rússia e Ucrânia realizaram uma troca de prisioneiros nesta quarta-feira, a maior desde o início da guerra, envolvendo quase 300 pessoas, entre as quais 10 estrangeiros e os comandantes que lideraram a longa campanha de defesa ucraniana na cidade de Mariupol.

Os enviados especiais à Ucrânia, Hugo Pedro Capela e Nuno Lopes, relatam como a notícia foi recebida "com algum entusiasmo" pelos ucranianos.

Europa

Mais Europa

Patrocinados