Rendeiro diz que a mulher não soube da venda dos quadros arrestados

23 nov, 17:59

João Rendeiro afirma que vendeu as obras de arte arrestadas num "ato de legítima defesa e de necessidade". O antigo presidente do Banco Privado Português defende-se com a duração do arresto, dizendo ainda que a mulher não sabia de nada.

País

Mais País