“Portugal é, há mais de 20 anos, um dos países com maior nível de contratos a termo e de trabalho temporário de toda a União Europeia”

1 mai 2023, 17:57

A professora Glória Rebelo, especialista em Inovação e Trabalho, considera que a precariedade criticada nas manifestações desta segunda-feira a propósito do 1º de Maio deve-se a dois fatores: a falta de estabilidade contratual e o salário.

“Portugal é, há mais de 20 anos, um dos países com maior nível de contratos a termo e de trabalho temporário de toda a União Europeia”, explica, reforçando que, para além da tipologia de contratos, há “um problema salarial” que é “extremamente preocupante”.

País

Mais País

Mais Vistos

Patrocinados