Polícia espancado por fuzileiros. Tribunal da Relação diz que “há risco sério de pressão sobre as testemunhas”

22 set, 22:23

Os dois fuzileiros da marinha suspeitos de mantarem à pancada o agente da PSP Fábio Guerra vão continuar em prisão preventiva a aguardar julgamento. A TVI/CNN Portugal teve acesso à decisão do Tribunal da Relação, que refere o perigo de condicionamento das testemunhas que assistiram ao crime, sendo que algumas já pediram proteção.

Videos

Mais Videos

Patrocinados