O chanceler comedido, o presidente espicaçado e o primeiro-ministro estratégico: Macron, Scholz e Tusk garantem "força e união" no apoio à Ucrânia

15 mar, 23:06

França, Alemanha e Polónia reuniram-se em Berlim para calar rumores e mostrar união sobre o envolvimento na guerra da Ucrânia.

Depois de ter pedido coragem aos aliados, o presidente francês mostrou-se mais moderado no discurso. Ainda assim, repetiu: a segurança da Europa está sob ameaça.

Europa

Mais Europa

Mais Vistos

Patrocinados