"Na barriga da minha mãe já dançava e acho que fiquei com essa paixão". Martim Amorim conta como chegou ao topo da dança mundial

Carteira Profissional de Jornalista Nº 8118 A
9 jul, 20:41

Foi com a bandeira da Póvoa de Varzim às costas e a de Portugal na mão que o pequeno Martim Amorim, com apenas nove anos, recebeu as três medalhas que conquistou na Taça do Mundo de Dança. Trouxe dois ouros pelas atuações em dança contemporânea e acro-dance e uma medalha de prata pelo desempenho em balé.

Artes

Mais Artes

Patrocinados