Mulher detida por suspeitas de lenocínio geria negócio em Bragança

18 mar, 16:25

A GNR deteve, em Macedo de Cavaleiros, distrito de Bragança, uma mulher suspeita do crime de lenocínio, ou seja, exploração ou aliciação de pessoas para a prática da prostituição. A detida, de 42 anos, é a proprietária de um estabelecimento que foi encerrado pelas autoridades.

Nenhuma das alegadas colaboradoras demonstrou estar no espaço contra a sua vontade, mas tinham de fazer uma contribuição monetária à dona do estabelecimento.

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados