Ministra diz que não, chefe do Estado-Maior da Armada considera "inadmissível", mas militares reiteram que têm direito à greve

27 fev, 22:31

Depois das forças de segurança, está instalado o descontentamento nas Forças Armadas. Os militares asseguram que depois das eleições vão avançar com manifestações e usar todas as medidas legais de protesto até as reivindicações serem atendidas,

País

Mais País

Mais Vistos

Patrocinados