Milhares de palestinianos fogem para o sul de Gaza: "Não havia vida lá. Os meus filhos foram atingidos quando foram buscar água"

Jornalista TVI e TVI24.
8 nov, 22:33

No Médio Oriente, enquanto Israel aperta o cerco à cidade de Gaza, multiplicam-se os apelos a uma pausa humanitária. Hoje foi a vez do G7 e da Nato a reforçarem o apelo. 

Segundo a ONU 15 mil civis fugiram do norte da Faixa de Gaza. No entanto, a fuga para o sul é tudo menos segura. Benjamim Netanyahu não aceita pôr fim aos bombardeamentos a Gaza, enquanto o Hamas não libertar mais de 200 reféns israelitas. Em Jabalia, no norte, os bombardeamentos mataram 19 palestinianos. 

Médio Oriente

Mais Médio Oriente

Mais Vistos

Patrocinados