Miguel Alves deixa o Governo após acusação de crime de prevaricação

11 nov, 00:01

Demitiu-se o polémico secretário de Estado adjunto do primeiro-ministro, Miguel Alves. A demissão foi apresentada no final da tarde desta quinta-feira e aceite de imediato por António Costa. 

Miguel Alves tomou a decisão depois de ter sido acusado pelo Ministério Público do crime de prevaricação. A acusação surge no âmbito do processo que tem no centro Joaquim Couto, ex-autarca socialista de Santo Tirso, e a mulher, Manuela Couto. Existem suspeitas de que a empresa de Manuela Couto tenha sido favorecida na adjudicação de vários contratos com a autarquia de Caminha, que foi liderada por Miguel Alves, entre setembro de 2013 e setembro de 2022.

Governo

Mais Governo

Mais Vistos

Patrocinados