Marta Temido tinha "falta de peso político para impor a sua visão no Conselho de Ministros"

30 ago, 09:46

Xavier Barreto, presidente da Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares, diz que a demissão de Marta Temido era "expectável" face ao contexto que se foi criando nos últimos meses e a incapacidade da ministra de "reagir a esse contexto".

Assinalando que Marta Temido tinha falta de peso político no Conselho de Ministros, Xavier Barreto lembra que a ministra tinha "provas dadas, mas não decide sozinha".

Governo

Mais Governo

Patrocinados