Maioria absoluta "é uma responsabilidade muito maior", diz Paulo Magalhães. "Não haverá bodes expiatórios"

30 mar, 19:23

Paulo Magalhães prevê um primeiro-ministro "muito mais à vontade" na nova legislatura devido à maioria absoluta e ao fim das concessões provenientes da geringonça. "É uma vantagem para António Costa, mas é uma responsabilidade muito maior porque agora não haverá bodes expiatórios". 

Novo Governo

Mais Novo Governo

Patrocinados