Luís Montenegro: demissão de Joaquim Pinto Moreira foi decisão "eminentemente política"



Jornalista da editoria de política desde 2004, entrou para a TVI em 2003 e trabalhou na editoria de sociedade e no programa "Diário da Manhã", onde integrou a equipa fundadora do projecto.

Licenciada em Comunicação Social e Cultural pela Universidade Católica Portuguesa e mestre em Ciência Política pela mesma insttiuição.

Autora da obra "A Transição impossível: a ruptura de Francisco Sá Carneiro com Marcello Caetano" (Casa das Letras).
13 jan, 20:38

As investigações à Câmara de Espinho começaram durante a presidência de Joaquim Pinto Moreira, que renunciou ao cargo de vice-presidente do grupo parlamentar do PSD. 

A decisão foi comunicada pelo próprio líder do partido, Luís Montenegro, que a classificou como "eminentemente política". 

Partidos

Mais Partidos

Mais Vistos

Patrocinados