“Hei-de matar quem matou a minha irmã”. Iranianas prometem vingança nas ruas de Teerão após morte de jovem por causa do hijab

21 set, 22:03

O Irão continua a ser abalado por uma inédita vaga de manifestações. Uma jovem de 22 anos entrou em coma e morreu depois de ter sido detida pela polícia moral ou polícia dos costumes. A detenção ocorrer na rua, porque a jovem estava a usar o hijab de forma incorreta. Foi espancada sob custódia policial na carrinha das autoridades iranianas, chamava-se Mahsa Amini.

Ásia

Mais Ásia

Patrocinados