Foi operada de urgência e chumbou a duas disciplinas. Universidade Lusíada diz que peritonite não é considerada urgente

13 nov, 21:50

Uma aluna da Universidade Lusíada no Porto deixou duas disciplinas por fazer porque teve de ser operada de urgência na altura de exames.

Como a universidade não permitiu que a aluna os fizesse noutra altura, a mãe pondera avançar com uma queixa-crime para o Ministério Público.

Confrontado pela TVI, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior considera que a Universidade Lusíada deve ponderar melhor o conceito de casos excecionais, de forma a que haja uma regulação clara das justificações para as faltas dos alunos e respetivos pedidos de remarcação de exames.

Educação

Mais Educação

Patrocinados