Exclusivo: Carta de Belém sobre gémeas para o primeiro-ministro omitiu intervenção do filho de Marcelo

19 jan, 21:44

Depois da falta de memória inicial, Marcelo Rebelo de Sousa revelou no início de dezembro que o caso das gémeas luso-brasileiras chegou a Belém através do seu filho, Nuno Rebelo de Sousa.

Os documentos agora consultados pelo Exclusivo da TVI revelam, contudo, que a missiva que no final de 2019 chegou ao Ministério da Saúde também não tinha qualquer referência ao subscritor do pedido original entregue em Belém, ao contrário de outros pedidos, relacionados com outros assuntos, encaminhados pela Casa Civil da Presidência da República.

Questionado há mais de uma semana sobre esta diferença visível nas cartas da sua Casa Civil, a Presidência da República respondeu esta sexta-feira, confirmando a omissão e dizendo que o fez de propósito para evitar que o Governo tivesse um tratamento diferenciado por ser um pedido com origem num familiar do Presidente.

Marcelo Rebelo de Sousa tem dito sempre que tratou este caso como qualquer outro, independentemente de ter chegado a Belém através do filho que vive no Brasil.

Política

Mais Política

Mais Vistos

Patrocinados