Duas refugiadas ucranianas resgatadas após queixas de "escravidão"

4 jun, 20:23

A Amnistia Internacional retirou refugiadas ucranianas de Rio Maior por suspeita de exploração laboral.

A notícia é do Jornal Público.

À TVI, a empresa desmente estas acusações, bem como a suspeita de que a viagem de autocarro que patrocinou para trazer refugiados da Ucrânia serviria para uma "eventual exploração laboral".

O SEF diz que neste momento há 3 casos em investigação em todo o país que envolvem refugiados ucranianos.

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados