Cabrita pôs Estado a pagar defesa de Secretário de Estado no caso das golas antifumo. Em causa podem estar 50 mil euros

3 set, 20:46

Eduardo Cabrita colocou o Estado a pagar a defesa do ex-secretário de Estado, Artur Neves, e de dois outros arguidos no caso das golas antifumo. O atual ministro da Administração Interna José Luís Carneiro pediu um parecer à Procuradoria-Geral da República quando novos pedidos de patrocínio jurídico chegaram ao ministério. A PGR diz que o decreto-lei invocado por Cabrita não se aplica em processos crime, mas sim em processos cíveis. Ao todo, o Estado terá já gasto 50 mil euros em honorários. 
 

Governo

Mais Governo

Patrocinados