Aperta o cerco a Israel com "as linhas laranjas dos EUA a tornarem-se verdadeiramente encarnadas"

Especialista em Relações Internacionais
7 abr, 22:33

Para Daniela Nunes, o cerco dos EUA a Israel aperta-se, o que decorre da "necessidade" de Washington "rever as suas opções na amizade histórica" com Telavive. "Os discursos que temos vindo a ver materializam a chegada a um ponto de saturação internacional em que os próprios EUA se começaram a ver comprometidos", explica a especialista em Relações Internacionais.

Comentadores

Mais Comentadores

Mais Vistos

Patrocinados