“A minha casa já foi assaltada e não ficou neste estado em que a polícia deixou a de Fernando Madureira”: Miguel Sousa Tavares fala em “argolada” que “vai ajudar à reeleição de Pinto da Costa”

1 fev, 22:53

Em análise à Operação Pretoriano, que levou à detenção de Fernando Madureira e mais 11 pessoas, Miguel Sousa Tavares é crítico sobre a forma como a polícia atuou durante as buscas na casa do líder da claque dos Super Dragões e da mulher, Fernanda Madureira, também detida. “As imagens do estado em que a polícia deixou a casa de Fernando Madureira são insuportáveis de ver, inacreditáveis. O diretor nacional da PSP tem a obrigação de pôr estes senhores.” Miguel Sousa Tavares antecipa que vão ficar todos em liberdade

Comentadores

Mais Comentadores

Mais Vistos

Patrocinados