O maior negócio de sempre de uma loja de rua: alemães vendem Zara da baixa lisboeta por recorde de 20 milhões

11 jan, 09:46
Zara, H&M e Gucci mais sustentáveis (Foto: T. Williamson/Invision/AP)

Deka Immobilien vendeu edifício na Rua Augusta, em Lisboa, a uma subsidiária da portuguesa NEXT FCR. É a maior transação de sempre de uma loja de comércio de rua em Portugal

O fundo alemão Deka Immobilien vendeu o edifício onde está a Zara, na Rua Augusta, em Lisboa, a uma subsidiária da portuguesa NEXT FCR. O valor da operação não foi revelado, mas o ECO sabe que rondou os 20 milhões de euros. Com uma área de 2.500 metros quadrados, representa, assim, a maior transação de sempre de uma única loja de rua em Portugal.

O edifício foi comprado em 2018 pela Deka Immobilien, como parte de um portefólio de 16 lojas do Grupo Inditex em Portugal e Espanha, avaliado em 400 milhões de euros, conforme adiantou a imprensa espanhola na altura.

O fundo alemão vendeu-o agora a uma subsidiária da NEXT FCR, um fundo de venture capital gerido pela STAG e associado pela Optylon Krea, refere a CBRE, que assessorou o vendedor, em comunicado enviado esta terça-feira. A Abreu Advogados assessorou o comprador e a Cuatrecasas o vendedor.

O valor da operação não foi revelado, mas a CBRE afirma que se trata da “maior transação de sempre de uma única loja de comércio de rua em Portugal”. Entretanto, o ECO apurou junto de fontes do mercado imobiliário que o negócio rondou os 20 milhões de euros.

Nuno Nunes, diretor de Capital Markets da CBRE, afirma que se trata de “uma operação única e a maior de sempre em volume no mercado de retalho português”. Citado em comunicado, o responsável nota que a Zara da Rua Augusta está “localizada numa das ruas mais icónicas de Lisboa”.

A Zara em questão tem as fechadas viradas para a Rua Augusta, Rua da Vitória e Rua dos Sapateiros, e conta com uma área de 2.500 metros quadrados.

O fundo alemão Deka Immobilien ganhou destaque em Portugal em 2019, quando fechou a compra da famosa torre de Picoas por mais de 125 milhões de euros, tal como o ECO noticiou em exclusivo na altura. O Fontes Pereira de Melo 41 resulta de um investimento de 70 milhões de euros da promotora Edifício 41, ligada à ECS Capital e está localizado entre a Avenida Fontes Pereira de Melo e a 5 de Outubro. É casa da PLMJ e da KPMG.

A Deka é também a dona do edifício Báltico, no Parque das Nações, a antiga sede dos CTT, que esteve para acolher a TAP. A empresa dos correios já deixou o imóvel e mudou-se para o edifício GreenPark, mas as negociações entre a TAP e a Deka parecem ter caído por terra.

Relacionados

Empresas

Mais Empresas

Patrocinados