Youth League: FC Porto-Bayer Leverkusen, 3-1 (crónica)

4 out, 14:09
FC Porto venceu o Bayer Leverkunse na Youth League

Meireles e Monteiro desmontaram alemães

O FC Porto venceu o Bayer Leverkusen por 3-1, no Estádio Dr. Jorge Sampaio, e alcançou o Atlético Madrid no topo da classificação do Grupo B da Youth League, deixando os alemães, ainda sem pontos, praticamente arredados da luta pela classificação. Depois de ter desperdiçado muitas oportunidades na primeira parte, a equipa de Nuno Capucho impôs-se no segundo tempo com Jorge Meireles e Rui Monteiro em especial plano de destaque.

Veja o FILME DO JOGO e os VÍDEOS DOS GOLOS

Foram os alemães, desesperados por pontos, que começaram ao ataque, com um bloco subido e a ensaiar as primeiras investidas, diante de um FC Porto mais na expetativa e a estudar as possibilidades de atacar o espaço que os jogadores do Bayer deixavam nas suas costas.

Sempre que recuperava a bola, a equipa comandada por Nuno Capucho saía a jogar, com Rui Monteiro em destaque no corredor central, mas também com Jorge Meireles e Umaro Candé a conseguirem profundidade pelas alas.

Os alemães procuravam fazer uma pressão alta, com três jogadores a atrapalhar na zona de construção e mais uma linha de quatro para lá da linha do meio-campo, mas sempre que os azuis-e-brancos escapavam a este «tampão» criavam uma oportunidade de golo evidente.

A primeira, logo aos 7 minutos, resultou de uma arrancada de Rui Monteiro e passe para Jorge Meireles que, já de angulo apertado, acertou com estrondo no poste. Os alemães tinham mais bola, mas não encontravam espaços para visar a baliza de Gonçalo Ribeiro e, aos 25 minutos, o FC Porto voltou a estar perto do golo, com Umaro Candé a destacar-se sobre a esquerda e a rematar cruzado. A defesa alemã afastou a bola para a entrada da área onde surgiu Francisco Guedes a encher o pé com um remate a rasar o poste.

Cinco minutos volvidos e mais uma oportunidade flagrante para o FC Porto, com Francisco Silva a fazer tudo bem sobre a direita e a servir Rui Monteiro que, com a baliza aberta pela frente, não acertou bem na bola e permitiu a defesa de Steuer. Até ao intervalo, mais duas oportunidades para o conjunto de Capucho. A primeira de Jorge Meireles, depois de uma «tabelinha» com Rui Monteiro, logo a seguir foi Umaro Candé, mais uma vez da esquerda, a obrigar Steuer a grande defesa.

O intervalo chegava ainda sem golos no Estádio Dr. Jorge Sampaio, mas com claro ascendente do FC Porto que podia estar a vencer com uma vantagem confortável.

A segunda parte começou como a primeira, com os alemães ao ataque e com uma grande oportunidade para abrir o marcador. Na sequência de um passe curto para Gonçalo Ribeiro, o guarda-redes do FC Porto foi obrigado a sair da área, mas Izekor, acabado de entrar, ganhou a bola e, com a baliza aberta, atirou ao lado.

Gonçalo Ribeiro teve ainda de aplicar-se para anular mais um ataque da equipa de Leverkusen, mas logo a seguir o FC Porto chegou ao golo. Rápido contra-ataque conduzido por Jorge Meireles que entrou na área e deu de calcanhar para o remate certeiro de Rui Monteiro. Estava aberto o marcador, mas a vantagem do FC Porto durou apenas alguns minutos.

Em mais uma saída extemporânea de Gonçalo Ribeiro, o guarda-redes do FC Porto derrubou Izekor na área e, na marcação do castigo máximo, Sertdemir empatou o jogo. Reação rápida do FC Porto, com a equipa a crescer, a reclamar a posse de bola e a recuperar a vitória, aos 67 minutos, na sequência de um passe e em balão de Bernardo Ferreira para a área. Jorge Meireles controlou bem, tirou um adversário da frente e bateu Steuer com um remate com o pé esquerdo.

O FC Porto voltava a embalar e contou com uma oportunidade soberana para «matar» o jogo, na sequência de um grande passe de Jorge Meireles a lançar Rui Monteiro para a área onde o avançado acabou por ser ostensivamente derrubado por Lang. No entanto, na marca dos onze metros, Jorge Meireles atirou por cima da trave e desperdiçar a oportunidade de «matar» o jogo mais cedo.

A confirmação chegou já em tempo de compensação, com um passe de Bernardo Ferreira e mais um golo de Rui Monteiro que, além dos dois golos, arrancou ainda a grande penalidade desperdiçada por Meireles.

O FC Porto alcança, assim, o At. Madrid no topo da classificação, com seis pontos, mas a equipa espanhola joga, ainda esta terça-feira, em Bruges. O Bayer, que na próxima ronda recebe a equipa portuguesa, continua sem pontuar nesta edição da Youth League.

FICHA DO JOGO

Estádio Dr. Jorge Sampaio, em Vila Nova de Gaia

Árbitro: Evangelos Manouchos (Grécia)

Auxiliares: Tryfon Petropoulos e Konstantinos Nikolaidis.

FC PORTO: Gonçalo Ribeiro; Dinis Rodrigues (Mariano Regal, 77m), David Vinhas, Gabriel Brás e Francisco Silva (Bernardo Ferreira, 61m); Francisco Guedes (André Oliveira, 61m), António Ribeiro e Vasco Sousa; Rui Monteiro, Jorge Meireles (Joel Carvalho, 86m) e Umaro Candé (Alfa Baldé, 77m).

Treinador: Nuno Capucho.

BAYER LEVERKUSEN: Steur; Nsosemo, Okador e Lang; Pesch, Kohl, Sertdemir, Eze e Aksoy; Moustfa (Izekor, 46m) e Widlarz (Onyeka, 71m).

Treinador: Sven Hübscher

Ao intervalo: 0-0

Marcadores: Rui Monteiro (51 e 90m), Sertdemir (59m, gp) e Jorge Meireles (67m).

Disciplina: cartão amarelo a Sertdemir (5m), Francisco Guedes (31m), Moustfa (45m), Umaro Candé (68m), Steuer (81m), Okador (81m) e Jorge Meireles (81m).

Resultado final: 3-1

Patrocinados