Zelensky pede aos líderes da UE que aprovem assistência macrofinanceira

Agência Lusa , MJC
15 dez 2022, 15:53
Volodymyr Zelensky (Genya SAVILOV / AFP) (Photo by GENYA SAVILOV/AFP via Getty Images)

“Os programas de AMF à Ucrânia também são armas de defesa da liberdade", defendeu o presidente ucraniano

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, pediu esta quinta-feira aos líderes da União Europeia (UE) que aprovem o programa de assistência macrofinanceira (AMF) a Kiev, de 18 mil milhões de euros, e o nono pacote de sanções à Rússia.

“Os programas de AMF à Ucrânia também são armas de defesa da liberdade, tal como o nono pacote de sanções da UE contra a Rússia”, disse Zelensky, num vídeo enviado ao Conselho Europeu.

A aprovação da ajuda à Ucrânia está incluída num pacote de medidas que inclui um imposto mínimo sobre as multinacionais, o desbloquear de verbas para a Hungria e a aprovação do plano de recuperação e resiliência deste país.

A nova AMF a Kiev deverá ser atribuída no próximo ano, à razão de 1,5 mil milhões de euros por mês, com um período de carência de dez anos e com os Estados-membros a darem garantias do empréstimo, em alternativa ao orçamento da UE.

O objetivo é prestar ajuda financeira a curto prazo, financiar as necessidades imediatas da Ucrânia, reabilitar as infraestruturas críticas e prestar apoio inicial à reconstrução sustentável do pós-guerra, com vista a apoiar a Ucrânia na via da integração europeia.

Relacionados

Europa

Mais Europa

Mais Lidas

Patrocinados