Receitas totais da Vodafone sobem 6,2% no 1.º trimestre fiscal para 298 milhões de euros

Agência Lusa , CV
25 jul, 22:00
Vodafone (Getty Images)

No trimestre em análise a Vodafone Portugal "continuou a expandir a presença da sua fibra de última geração em todo o país", passando a abranger 4,2 milhões de lares e empresas

As receitas totais da Vodafone Portugal subiram 6,2% no primeiro trimestre fiscal, de abril a junho, e as de serviço 6,7%, para 298 e 275 milhões de euros, respetivamente, anunciou esta segunda-feira a operadora de telecomunicações.

No período em análise, o segmento móvel da Vodafone Portugal registou "um bom desempenho, com o número de clientes móveis totais a fixar-se em 4,668 milhões", adianta a operadora, em comunicado.

O serviço fixo "manteve o seu desempenho positivo a um ritmo constante num ambiente muito competitivo, com a respetiva base de clientes de banda larga a atingir os 890 mil no final de junho de 2022", uma subida de 7,3% em termos anuais, "enquanto a base de Clientes de televisão alcançou os 819 mil (+7,3% anual)".

No trimestre em análise a Vodafone Portugal "continuou a expandir a presença da sua fibra de última geração em todo o país", sendo que no final de junho a rede FTTH "abrangia 4,2 milhões de lares e empresas, através de rede própria e de parcerias estratégicas", acrescenta.

"Num trimestre marcado pela elevada incerteza e volatilidade, nomeadamente o resultante da pressão inflacionista e do conflito na Ucrânia, o bom desempenho que foi possível alcançar reflete por um lado a retoma da atividade económica no términus da pandemia, bem como o crescimento da atividade turística, sendo Portugal um dos principais destinos europeus", afirma o presidente executivo da Vofafone Portugal, Mário Vaz, citado em comunicado.

Por outro lado, "espelha o reconhecimento da qualidade e relevância do nosso serviço na atividade das empresas e na retoma da normalidade na vida das famílias portuguesas", acrescenta o gestor.

Empresas

Mais Empresas

Patrocinados