Rede de multibancos sofre "instabilidade pontual" por causa de ciberataque à Vodafone

Ana Botto | Andreia Miranda , Notícia atualizada às 12:35
8 fev, 11:48
Multibanco

Contudo, a SIBS garante que "a generalidade dos serviços prestados continua a funcionar e a verificar os níves de utilização habituais"

A Rede SIBS (responsável pelos multibancos) está a sofrer "instabilidade pontual" por causa do ciberataque à Vodafone Portugal, informa a empresa em comunicado, que afirma que o "constrangimento no fornecimento de comunicações de suporte ao seus serviços" se começou a sentir pelas 21:50 de segunda-feira, dia 7 de fevereiro.

Contudo, na mesma nota, a SIBS garante que, até ao momento, "a generalidade dos serviços prestados pela SIBS continua a funcionar e a verificar os níveis de utilização habituais", e salienta que a Vodafone está "desde o início a intervir para encontrar uma solução".

"Apesar de ser uma situação alheia à SIBS, lamentamos qualquer impacto que esta situação possa causar nos nossos utilizadores", pode ler-se no fim do comunicado.

Em declarações aos jornalistas, esta terça-feira ao final da manhã, o CEO da Vodafone Mário Vaz confirmou a falha nos serviços e revelou que a empresa está a trabalhar para resolver o problema.

"A SIBS é um cliente Vodafone. A sua rede de multibancos está suportada na rede Vodafone. Alguns dos ATMS tem como rede de interligação a rede móvel de dados, a tal que esteve indisponível até perto da meia noite quando começámos a ligar os serviços em 3G. Quando começámos a ligar os serviços em 3G recuperaram. Vários clientes tiveram a experiência de multibancos não disponíveis por causa da suspensão de serviços Vodafone. Pese embora, nós tenhamos com a SIBS um serviço que minimize os impactos. Mas, eles existiram e não estão totalmente resolvidos. Esta dependência da rede 4G para a sua total resolução é crítica e é essa a nossa prioridade máxima".

A Vodafone foi alvo de um "ciberataque deliberado e malicioso com o objetivo de causar danos e perturbações" esta segunda-feira à noite, uma situação que afetou "a prestação de serviços baseados em redes de dados, nomeadamente rede 4G/5G, serviços fixos de voz, televisão, SMS e serviços de atendimento voz/digital".

As falhas no serviço móvel, na rede de Internet e no serviço de TV da Vodafone começaram na noite de segunda-feira. Apesar da falha técnica não ser generalizada, a empresa informava, na altura, que esta estava a afetar uma percentagem significativa de clientes, lamentando "os incómodos causados". 

País

Mais País

Patrocinados