Putin incentiva exército ucraniano a fazer golpe de Estado: "Será mais fácil para nós se decidirem tomar o poder com as vossas próprias mãos"

25 fev 2022, 15:27
Vladimir Putin

Numa videoconferência com o Conselho de Segurança da Rússia, o presidente dirigiu-se aos militares ucranianos e louvou a atuação "corajosa, profissional e heróica" dos russos

O presidente russo, Vladimir Putin, pediu esta sexta-feira ao exército da Ucrânia para iniciar um golpe de estado e tomar o poder no país, noticia a agência Reuters. Um dia depois da Rússia lançar uma ofensiva sobre o território ucraniano, Putin dirigiu-se às forças ucranianas e reiterou o apelo: "Será mais fácil para nós se decidirem tomar o poder com as vossas próprias mãos".

"Mais uma vez, apelo aos militares ucranianos: Não permitam que neo-nazis (ucranianos nacionalistas) usem as vossas crianças, mulheres e idosos como escudos humanos. (...) Tomem o poder pelas vossas próprias mãos, será mais fácil para nós chegarmos a um entendimento", disse Putin numa videoconferência com o Conselho de Segurança da Rússia.

Na intervenção, Putin elogiou ainda o exército russo, que considera estar a ter uma atuação "corajosa, profissional e heróica".

A Rússia lançou na quinta-feira de madrugada uma ofensiva militar em três frentes na Ucrânia, com forças terrestres e bombardeamento de alvos em várias cidades, que já provocaram em território ucraniano mais de 120 mortos, incluindo civis, e centenas de feridos, segundo Kiev. A ONU deu conta de 100.000 deslocados no primeiro dia de combates.

O Presidente russo, Vladimir Putin, disse que a "operação militar especial" na Ucrânia visa "desmilitarizar e desnazificar" o país vizinho e que era a única maneira de o país se defender, precisando o Kremlin que a ofensiva durará o tempo necessário, dependendo dos seus "resultados" e "relevância".

Relacionados

Europa

Mais Europa

Mais Lidas

Patrocinados