Nove pessoas mortas em contexto de violência doméstica entre janeiro e março

Agência Lusa
10 jul, 17:54
Violência no namoro (Pexels)

Segundo os dados do Ministério, o número global de ocorrências, representa uma quebra de 1,5% comparativamente com o primeiro trimestre de 2023

Nove pessoas morreram vítimas de violência doméstica nos primeiros três meses de 2024, oito das quais mulheres, mais três vítimas do que em igual período do ano passado, indicam dados do gabinete da ministra da Juventude e Modernização.

A ministra Margarida Balseiro Lopes já havia dito hoje, quando esteve a ser ouvida na comissão parlamentar de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias, que as forças policiais registaram no mesmo período 6.879 casos de violência doméstica, uma média de cerca de 2.300 ocorrências em cada mês, tendo descrito a violência doméstica como “uma das formas mais graves de violação dos direitos humanos”.

Segundo os dados do Ministério enviados esta quarta-feira à Lusa, o número global de ocorrências, representa uma quebra de 1,5% comparativamente com o primeiro trimestre de 2023, quando as forças policiais registaram 6.986 casos de violência doméstica, e uma descida de 0,18% em relação ao último trimestre do ano passado, quando foram feitas 6.973 queixas.

País

Mais País

Mais Lidas

Patrocinados