Uma consulta de diabetes por ano. Em Mourisca do Vouga há apenas um médico para mais de quatro mil utentes

14 jan, 13:47

É mais um caso de um centro de saúde sem médicos, desta vez em Mourisca do Vouga, Águeda, onde, desde outubro, existe apenas um médico para cerca de 4,500 utentes.

A maioria da população não tem médico atribuído e por isso a solução passa por recorrer às urgências ou ao privado. E há quem vá gerindo a saúde por conta própria, como Serafim, de 78 anos, que é diabético, que em três anos teve apenas três consultas para a doença.

O Agrupamento de Centros de Saúde do Baixo Vouga confirma que nesta unidade de saúde, que responde a três uniões de freguesias, estão em falta dois médicos, mas uma das vagas será agora ocupada até fevereiro. 

País

Mais País

Mais Vistos

Patrocinados