Um alegado enforcamento, dois supostos familicídios e outras repentinas (e estranhas) mortes de oligarcas russos

11 mai, 19:47

Desde o início da guerra na Ucrânia já foram reportadas as mortes de sete empresários e oligarcas russos com ligações ao Kremlin. Os casos aconteceram todos em circunstâncias misteriosas. Entre as situações reportadas destaca-se a morte de Vladislav Avaev, que foi encontrado morto juntamente com a mulher e uma das filhas, em Moscovo. A polícia russa diz que Avaev terá morto a mulher, que estava grávida de 5 meses, e a filha antes de terminar com a própria vida. Mas este não é o único familicídio. 

O oligarca Sergey Protosenya também terá esfaqueado a mulher e a filha, que foram encontradas nas sua cama, antes de pôr fim à própria vida, de acordo com a polícia local.

Antes da guerra, e de acordo com uma investigação do jornal norte-americano USA Today, entre 2014 e 2017 morreram 38 empresários e oligarcas russos próximos do Kremlin em circunstâncias misteriosas ou suspeitas.

Europa

Mais Europa

Patrocinados