Ucrânia: "Referendos são ilegais e não são sequer um simulacro de referendo"

24 set, 11:15

O especialista em assuntos internacionais Henrique Burnay refere que é preciso ter cuidado em chamar "referendos" ao quatro atos que decorrem em quatro regiões ucranianas e que visam a anexação desses territórios à Rússia. Burnay considera que estas consultas públicas são "ilegais", ocorrendo à margem de todas as leis definidas para o processo.

Europa

Mais Europa

Mais Vistos

Patrocinados