Ucrânia não confirma, mas “é uma ação ofensiva, é um reconhecimento em força, é um ataque”

9 jun 2023, 15:15

O Coronel Mendes Dias comenta a contraofensiva ucraniana - virada para Orikhiv, onde “há quatro direções de ataques”, o ataque em Zhytomyr e a destruição da barragem de Nova Kakhovka - situação sobre a qual “obviamente que ainda não conhecemos os danos reais”, só “quando baixarem as águas vamos ver o que acontece”.

Mesmo com o governo ucraniano a negar o início da contraofensiva, o especialista diz que a atual movimentação ucraniana “é uma ação ofensiva, é um reconhecimento em força, é um ataque”.

Europa

Mais Europa

Patrocinados