Tribunal absolve dono de cão perigoso. Ministério Público já recorreu

25 jun, 15:29

O dono de um cão perigoso que matou um cachorro e atacou uma mulher foi absolvido pelo Tribunal da Relação do Porto.

O caso remonta a julho de 2019, mas o animal já teria revelado um comportamento agressivo em pelo menos duas outras ocasiões anteriores.

Apesar do cão não usar trela ou açaime, a juíza considerou que a agressão não constituiu crime de ofensa à integridade física por negligência e remeteu o caso para a Direção Geral de Veterinária.

A família não recorreu, por questões financeiras, mas o Ministério Público apresentou recurso há um mês.

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados