Suspeito de desviar 500 milhões do BES Angola, Sobrinho pagou a caução mais cara de sempre

20 mai, 23:05

Álvaro Sobrinho pagou a caução mais elevada da história da justiça portuguesa, que tinha sido imposta pelo juiz Carlos Alexandre. Sobrinho, antigo presidente do BES Angola e suspeito de desviar 500 milhões de euros, pagou 6 milhões ao balcão e com dinheiro vivo.

País

Mais País

Patrocinados