Situação nas urgências de obstetrícia: "É lamentável termos chegado a este ponto"

19 jun, 08:56

"É lamentável termos chegado a este ponto", afirma Sara do Vale, presidente da Associação pelos Direitos da Mulher na Gravidez e no Parto, sobre a situação de "caos" que se vive nas urgências de ginecologia e obstetrícia do Serviço Nacional de Saúde. "Não nos podemos esquecer que as grávidas têm o seu plano, muitas delas estão a ser acompanhadas, até por causa de gravidezes de risco, nos seus hospitais de referência ou da sua escolha, e ir para outro hospital pode não ser não o mais cómodo como também o mais seguro", explica à CNN Portugal, sublinhando a degradação dos indicadores que "qualificam a qualidade da saúde materna", como a taxa de mortalidade materna e  o número de cesarianas.

Saúde

Mais Saúde

Patrocinados