Sindicato Independente dos Médicos pede medidas imediatas para as urgências de obstetrícia

28 jul, 21:18

Caso da grávida de 41 anos que perdeu o bebé em Santarém introduz uma nova dimensão dramática na crise das urgências de obstetrícia, e coloca uma pressão adicional sobre o Ministério da Saúde e a comissão que foi criada para propor soluções de melhor funcionamento dos serviços.

Família

Mais Família

Patrocinados