“Se pudesse, dar-lhe-ia um tiro [a Putin]”. Mikhail lutou pelos soviéticos no Afeganistão e agora foi ferido pelos russos

Jornalista TVI e TVI24
30 mai, 13:48

As movimentações militares na zona de Kharkiv atingiram uma fase estacionária, mas a artilharia russa continua a atingir vários alvos civis, nos últimos dias. A linha da frente está agora a alguns quilómetros a norte da cidade, de onde estão a ter origem os bombardeamentos. Reportagem dos enviados especiais Herberto Figueiredo e Hugo Matias.

Europa

Mais Europa

Patrocinados