Se nada for feito, “as contas da eletricidade continuarão a subir”. CEO da Galp deixa conselho ao governo

20 abr, 13:59

Os consumidores ainda não sentiram o impacto real no aumento dos preços da eletricidade, avisa Andy Brown, presidente executivo da Galp, em entrevista exclusiva à CNN Portugal. Tudo porque os preços da eletricidade estão indexados aos do gás (uma vez que parte da eletricidade é produzida em centrais que usam gás), que estão em forte alta. Mas parte da eletricidade que está a ser consumida ainda beneficia de contratos antigos, quando os preços estavam mais baixos.

“Em breve teremos de comprar eletricidade para o ano que vem. E, de momento, os preços da eletricidade estão muito elevados. E, se tivermos de comprar nos níveis atuais, isso significa que as contas da eletricidade continuarão a subir”, alerta Brown.

“Não quero ver isso, os consumidores também não”

“De momento, [o preço da eletricidade] está ligado aos mercados de gás.  E o meu conselho ao Governo é que arranje uma forma de separar os mercados [da eletricidade e gás], pois isso permitiria que desfrutássemos da nossa energia renovável, que tivéssemos negócios competitivos e protegêssemos também os consumidores”

Empresas

Mais Empresas

Patrocinados