"Se António Guterres vai a Kiev, tem de ir a Moscovo". A análise de Agostinho Costa

19 abr, 23:24

O major-general Agostinho Costa analisou esta terça-feira a evolução do conflito na Ucrânia.

Questionado sobre o que poderia ser feito por parte da ONU, o major-general adiantou que "as Nações Unidas podem fazer muito, no plano da boa vontade", dizendo que o secretário-geral das Nações Unidas tem de aparecer numa posição imparcial. 

"Se António Guterres vai a Kiev, tem de ir a Moscovo", continuou.

Europa

Mais Europa

Patrocinados