Rússia tem ferramentas para sabotar cabos submarinos. Sem eles, "a internet como a usamos hoje, não existe"

4 out, 23:37

As rupturas dos gasodutos do Mar Báltico foram reparadas, e travada a libertação de metano. O que realmente aconteceu é ainda uma incógnita, mas os governos aliados passaram a olhar com ainda mais atenção para este tipo de insfraestruturas. 

Os cabos submarinos que garantem, por exemplo, as telecomunicações e a esmagadora maioria do tráfego da internet, são mais de 400 cabos de grande capacidade, que se estendem por mais de um milhão de quilómetros. A sabotagem desta rede poderia ter consequências catastróficas a todos os níveis. 

Mundo

Mais Mundo

Patrocinados