Rússia e São Tomé criaram "um laço que é muito difícil quebrar". A explicação

13 mai, 17:30

O jornalista da CNN Portugal, Rolando Santos, afirma que “não podemos ficar surpreendidos” com o acordo celebrado entre a Rússia e São Tomé e Príncipe para uma cooperação militar, uma vez que “é apenas a continuidade de algo que já vem de um passado longo”.

“A Rússia teve sempre variadíssimos tipos de acordos, inclusive militares, com estes países africanos de língua oficial portuguesa porque há um laço histórico”, esclarece. “É o facto da então União Soviética ter sido o grande apoio logístico material e financeiro à luta pela independência desses países”.

Europa

Mais Europa

Mais Vistos

Patrocinados